Crédito: pixabay

Profissionais que lidam com sexualidade humana afirmam que comportamento sexual passa por transformações inéditas que levam desde o aumento da assexualidade, quanto a buscas por novas formas de sexo

O que Alexa, Siri, Google Assistente e pandemia têm a ver com sexo? Tudo. É o que profissionais e pesquisadores de sexualidade humana do mundo todo estão constatando em atendimentos e estudos voltados a entender os efeitos do distanciamento social sobre o comportamento humano. Na visão dos especialistas, assim como o home office já era uma tendência que foi acentuada pela necessidade do distanciamento social, a revolução sexual em curso também foi acelerada, consolidando tendências como a busca por formas artificiais de prazer que farão parte do novo normal daqui por diante.

Para dar conta dessa revolução, disparou a produção de artigos e a busca por atendimento especializado em sexologia. “Como tudo em nossa sociedade da ansiedade vira sintoma para diagnóstico, a procura pelos consultórios médico-psicológicos ou por aconselhamento em instituições sociais aumentou. A problematização sintomática da libido é inicialmente uma busca de saída rápida e fácil pela via da medicação – em alta em tempos de indústria farmacológica –, mas, em seguida, vem um mal-estar pela consciência dos efeitos colaterais dos remédios, dentre os quais, sempre a diminuição da própria libido”, alerta Ocir de Paula Andreata, pós-doutor e doutor em Teologia, psicólogo especialista em Sexualidade Humana e coordenador da pós-graduação em Sexualidade Humana da Universidade Positivo (UP).

O especialista chama atenção para a diminuição e a inibição do desejo, que antes já eram as principais queixas nos consultórios, mas que com a pandemia pioraram. “Motivação do desejo sexual pela fantasia é algo que não pode acabar. É preocupante o desinteresse que tem feito crescer a assexualidade, ou seja, a morte do desejo, que é o grande elemento que move a sexualidade, desde a estrutura biológica do impulso afetivo até a conexão com relações sociais de prazer sexual”, pondera.

Na avaliação dele, o que é considerado involução, são formas abusivas e esvaziadoras que minam a confiança e sem alimentação afetiva da alma. Já a adesão à tendência mundial, muito anterior à pandemia, do chamado sexo “tinder-pornô” de prazer livre sem vínculo afetivo, pode ser classificada como um comportamento que reflete o contexto tecnológico e de valores das gerações que caminham para relações mais fluídas, complexas e desapegadas de grandes definições. “O pornográfico se tornou o paradigma do sexo, a facilidade de encontro feito por aplicativos virou símbolo de relações fugazes apenas para o prazer-orgásmico, e os relatos de mulheres e homens são de um vazio na contínua busca por um sexo que seja também amor”, revela.

Solteiros X casados

De acordo com a própria experiência como profissional da área e relatos de colegas e ex-alunos que viram lotar as agendas de atendimento durante a pandemia, o especialista afirma que o sexo parece ter diminuído para os casados e compromissados e que esteja “mais diversificado” para solteiros de livres relacionamentos. “A libido diminuiu e se recolheu em relações estáveis a ponto de levar a separações e aumento da violência doméstica. Por outro lado, em solteiros de todas as idades, especialmente os de meia-idade, aumentou a busca por contatos diversificados de parceiros e novas formas de prazer sexual via redes de comunicação, que deixam as relações mais horizontais, e de aplicativos de contato, que facilitam interações e encontros com finalidade exclusivamente sexual para o prazer”, aponta. 

Tal situação acompanha o que já foi descrito em algumas pesquisas no mundo. Durante o primeiro mês da pandemia, o Instituto Kinsey, junto à Universidade de Indiana, nos EUA, fez uma pesquisa on-line sobre a situação do sexo na pandemia, com 1.559 pessoas adultas. Na pesquisa, quase metade da amostra relatou um declínio na vida sexual, mas um em cada cinco participantes relatou expandir seu repertório sexual incorporando novas atividades. Os acréscimos mais comuns foram conversas eróticas on-line por aplicativos, experimentar novas posições sexuais e compartilhar fantasias eróticas.

Ressignificação da sexualidade

Andreata considera que a pandemia serviu para trazer à tona problemas relacionais já existentes, questões indefinidas de gênero e subjetividades inquietas por outras formas de prazer e amor. “Nota-se um aumento da ansiedade por retorno aos encontros sexuais fáceis do tinder-pornô. Mas observa-se também certa vontade de algum novo aumento do desejo que tanto inove as relações de prazer quanto retorne ao afeto sustentador”. Nesse sentido, ele acredita que a revolução sexual deve caminhar no sentido de uma ressignificação da sexualidade. “Acima de tudo, é o sujeito desta atual modernidade que está em crise e não necessariamente a identidade ou os modos de gozo, os quais, aliás, quanto mais comuns e populares, mais banalizam a experiência sublime do sexo”, ressalta.

Sobre o curso de Sexualidade Humana

O curso de Pós-Graduação em Sexualidade Humana: Clínica e Educação é, há sete anos, um ambiente de pesquisas, formação e fomento de projetos na área da sexualidade humana em suas mais diversas modalidades de acontecimento. O corpo docente, formado por cerca de quinze professores, doutores e mestres, profissionais e pesquisadores da sexualidade em suas áreas médica, psicológica, fisioterápica, educacional, antropológica, relacional, organizacional e bioética, têm entre si algumas percepções compartilhadas. O curso reúne a experiência prática, pesquisas, estatísticas de dados e leitura analítica. Em 2020, foi o curso que registrou maior aumento na procura na Universidade Positivo, com 42% de crescimento no número de alunos.

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em ensino superior entre as IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no câmpus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/ 

 

créditos: Daniel Derevecki


Antes da pandemia, o número de estudantes prestando vestibular e fazendo provas para tentar um acesso ao Ensino Superior era de mais de 6 milhões em todo o Brasil. Em 2021, esses milhões de jovens, além de lidar com a expectativa de provas concorridas, ainda sofrem com a incerteza de um cenário bastante indefinido. A pandemia afetou em cheio estudantes que estão na reta final de uma trajetória e não sabem como ou quando ela vai terminar. Alguns vestibulares de universidades federais previstos para acontecer em 2020 ainda não aconteceram. O MEC ainda não confirmou quando será realizada a edição 2021 do Enem. Tantas indefinições acabam gerando ansiedade e, às vezes, desestimulando quem precisa, mais do que nunca, manter o foco e se preparar para quando a hora chegar.

De acordo com o coordenador editorial do Sistema Positivo de Ensino, Norton Nicolazzi Junior, o fundamental agora é o estudante não desanimar e aguardar com tranquilidade enquanto se prepara de forma adequada. "Equilíbrio deve ser a palavra chave para este período. É preciso não perder o foco. O estudante bem sucedido nos próximos vestibulares e provas será aquele que fez o que tinha que ser feito. Em vez de ficar pensando se haverá prova ou quando ela será realizada, o que só gera ansiedade, não parou de estudar e se preparar", afirma Nicolazzi.

Para isso, o educador destaca que o primeiro passo é estabelecer uma rotina de estudos adequada. "O estudante que frequenta as aulas - on-line ou presencial - no período da manhã, por exemplo, precisa se organizar para estabelecer uma rotina e horários de estudos para o período da tarde. É importante definir metas que sejam viáveis. Fazer um planejamento que contemple atividades dos mais variados componentes curriculares e organizá-las por níveis de dificuldade. Iniciar sempre pelas mais fáceis e ir aumentando a complexidade dos exercícios na medida em que o aluno já se sinta devidamente preparado para avançar", reforça.

Nicolazzi alerta que, apesar de ser fundamental mergulhar de cabeça na rotina de estudos e ter disciplina para cumprir com o que foi planejado, não se deve abdicar dos momentos de relaxamento, com a prática de atividades esportivas, entretenimento, além do convívio familiar, uma vez que o social está comprometido em função da pandemia. "É preciso foco e comprometimento para que as horas de estudo sejam muito bem aproveitadas, a fim de que o estudante consiga conciliar a preparação intensa com os momentos de lazer. Isso é muito importante para o bom desenvolvimento mental e emocional", acrescenta.

Para o especialista, assim como no esporte, a preparação para vestibulares e provas que dão acesso às universidades demanda treino. "Quanto mais atividades e exercícios o estudante resolver, mais vantagem ele terá porque ele consegue constatar o que está fazendo certo, onde está errando e consegue enxergar os pontos que precisam de reforço e melhoria. Aqui entra em cena o exercício de autonomia e protagonismo do estudante, que certamente será bem recompensado se conseguir levar a cabo o plano traçado para o período de preparação", finaliza.

 

 

 

 

_________________________________

Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.


Rebecca Nogueira Veloso
Crédito: divulgação


Atitude da vítima nos primeiros momentos após acidente pode determinar sucesso de todo o tratamento


Por ano, mais de um milhão de brasileiros sofrem algum tipo de queimadura. Destes, apenas 100 mil procuram atendimento médico e 2,5 mil morrem por complicações causadas pelo acidente. Um estudo recente realizado no Colégio Positivo, em Curitiba (PR), alerta para os riscos de complicações no tratamento de queimaduras, por conta da desinformação.

A pesquisa foi realizada pelas estudantes Rafaela Bernardi Rizotto e Rebecca Nogueira Veloso para um trabalho científico sobre enxerto de pele e apresentado em março de 2021 na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), da Universidade de São Paulo (USP). Foram entrevistadas 400 pessoas, sendo que mais da metade (50,5%) delas possui grau de instrução superior completo e 57,8% já sofreram algum tipo de queimadura.

O dado mais alarmante é que 39% dos entrevistados afirmaram que não procurariam cuidados médicos. "Muitas vezes, a desinformação chega a ser pior que a própria queimadura, pois os primeiros cuidados devem ser rápidos e precisos para aumentar o índice de sucesso do tratamento e reduzir o risco de complicações", afirma a coorientadora do estudo, Irinéia Inês Scota, que é coordenadora de Pesquisa Científica e Empreendedorismo do Colégio Positivo.

Das pessoas que não buscariam cuidado médico, 16% afirmaram que se automedicariam com remédios já existentes em casa ou recomendados por conhecidos; 9,3% fariam uso de produtos não-convencionais caseiros e 3,8% disseram que procurariam informações on-line sobre como proceder. Entre os métodos caseiros citados, destacaram-se o leite materno (3,5%), creme dental (3,3%) e o óleo de cozinha (2,3%). 

Segundo o estudo, a falta de informação pode elevar a taxa de mortalidade nos casos de queimaduras. "Os familiares e socorristas podem, na maioria das vezes, salvar vidas prestando corretamente os primeiros socorros às vítimas, evitando a automedicação e o uso de substâncias caseiras", afirma Rafaela Rizotto. O presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), José Adorno, ressalta que o primeiro cuidado com o ferimento é fundamental para o sucesso do tratamento. "Qualquer substância que seja passada sobre a pele queimada vai irritá-la e pode fazer com que a queimadura piore, inclusive evoluindo de um grau para outro. Há também o alto risco de infecção por bactérias, fungos e vírus presentes nesses produtos, já que a barreira natural do organismo – a pele – está danificada", esclarece.

De acordo com Adorno, o tratamento vai depender da gravidade da ferida, localização, profundidade, extensão, presença ou não de infecção, agente causador da queimadura, estado nutricional do paciente, idade e presença de doenças crônicas degenerativas. No entanto, antes de chegar ao hospital ou unidade de saúde, algumas medidas simples podem ajudar a aliviar  a dor e conter o ferimento.

A orientação da Sociedade Brasileira de Queimaduras é que, imediatamente após o acidente, deve-se resfriar o local com água corrente; retirar acessórios (como anéis, colares, relógios etc), pois o corpo incha naturalmente após uma queimadura e esses objetos podem ficar presos; tomar comprimido analgésico para o alívio da dor; cobrir o ferimento com pano ou toalha limpa e dirigir-se à emergência (UPA) ou chamar socorro médico (SAMU). Não é indicado o uso de gelo nas lesões, furar as bolhas, tocar a área afetada com as mãos ou utilizar qualquer produto no local sem orientação médica. 

O cirurgião plástico Luiz Henrique Calomeno informa que mais de dois terços dos acidentes com queimaduras acontecem dentro de casa e, por isso, houve um aumento considerável de casos durante a pandemia. "As pessoas estão cozinhando mais e com o agravante do uso indiscriminado de álcool em gel em altas concentrações, que são ainda mais inflamáveis", alerta. Ele aconselha que, dentro de casa, seja dada preferência à lavagem de mãos com água e sabão, para diminuir o risco de acidentes.

Outro agravante, segundo Calomeno, é que muitas pessoas não procuram cuidados médicos por pensar que não terá atendimento por conta da alta ocupação hospitalar nessa época ou ainda com medo de se infectar com a Covid-19 dentro das unidades de saúde ou hospitais. "As queimaduras estão dentro do hall de emergências que serão sempre atendidas, independente de pandemia ou não", assegura o cirurgião.

 

Novas técnicas medicinais para o tratamento de queimaduras no Brasil 

Enxertos sintéticos vêm sendo estudados e testados para cobrir temporariamente áreas da pele afetadas por grandes queimaduras. Eles protegem contra infecções e perda de líquidos e podem ser apresentados em forma de spray, gel, espuma ou membrana. É o caso da pele de tilápia e do mel de abelhas, que foram estudados pelas jovens curitibanas.

O trabalho mostra que a pele da espécie de peixe tilápia possui características e morfologia semelhantes à pele humana, mas com cicatrização mais rápida - de 16 dias, em vez de 21. Com maior aderência à ferida, evita contaminação externa e desidratação, além de demandar trocas menos frequentes do curativo. A pele de tilápia pode ser deixada sobre a ferida por dias e, conforme a situação, até a cicatrização completa, o que pode reduzir o sofrimento do paciente. A técnica também tem um custo mais baixo se comparada aos demais tratamentos. 

Outro componente que vem sendo utilizado para tratar queimaduras é o mel (de grau médico, orgânico, livre de toxinas e esterilizado). Apresentado nas formas de tubo, gel e curativos, possui efeito antibactericida, cicatrizante e ainda diminui o edema local e a cicatriz. As estudantes pesquisaram que o tratamento com mel de abelha pode substituir os antibióticos tópicos, pois promove a formação de novos vasos sanguíneos e estimula as células do sistema imune. Além de ser natural, possui baixo custo.  

 

Sobre o Colégio Positivo

O Colégio Positivo compreende oito unidades na cidade de Curitiba, onde nasceu e desenvolveu o modelo de ensino levado a todo o país e ao exterior. O Colégio Positivo - Júnior, o Colégio Positivo - Jardim Ambiental, o Colégio Positivo - Ângelo Sampaio, o Colégio Positivo - Hauer, o Colégio Positivo - Internacional, o Colégio Positivo - Água Verde, o Colégio Positivo - Boa Vista e o Colégio Positivo - Batel atendem alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, sempre combinando tecnologia aplicada à Educação, material didático atualizado e professores qualificados, com o compromisso de formar cidadãos conscientes e solidários. Em 2016, o grupo chegou em Santa Catarina - onde hoje fica o Colégio Positivo - Joinville e o Colégio Positivo - Joinville Jr. Em 2017, foi incorporado ao grupo o Colégio Positivo – Santa Maria, em Londrina (PR). Em 2018, o Positivo chegou a Ponta Grossa (PR), onde hoje está o Colégio Positivo - Master. Em 2019, somaram-se ao Grupo duas unidades da escola Passo Certo, em Cascavel (PR), e o Colégio Semeador, em Foz do Iguaçu (PR). Com a aquisição do Colégio Vila Olímpia, em Florianópolis (SC), o Colégio Positivo passa a contar com 16 unidades de ensino, em sete cidades, no Sul do Brasil, que atendem, juntas, aproximadamente 15 mil alunos desde a Educação Infantil    

5/31/2021 04:34:00 PM


Com a chegada do inverno se aproximando e com a queda das temperaturas na maioria das cidades do país, a população se lembra da importância da vacina contra a gripe, mas existem outras doenças comuns nesta época do ano que também podem ser evitadas com a imunização específica para elas



É o caso das doenças respiratórias, a exemplo, a pneumonia. Antes da pandemia do novo coronavírus, a pneumonia era a terceira doença que mais matava brasileiros, atrás apenas do infarto agudo do miocárdio e do AVC, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

A pneumonia é causada por bactérias, vírus, fungos ou pela inalação de produtos tóxicos que inflamam de forma grave os pulmões. Os principais sintomas da enfermidade são tosse, dor torácica que provoca a dificuldade da respiração, mal-estar e febre. Pessoas acometidas com resfriados comuns e gripes podem ter um agravamento do quadro e desenvolver como complicação uma pneumonia.

A infectologista e gerente médica do Sabin Imunização, Ana Rosa dos Santos, esclarece que ao menor sintoma respiratório, o paciente deve procurar um médico. "Hoje, com a pandemia do novo coronavírus, o diagnóstico precoce de doenças respiratórias é ainda mais importante. Não existe apenas o vírus do novo coronavírus circulando. Outras doenças graves como a pneumonia podem surgir, principalmente com o tempo frio", explica.
 
Para se prevenir contra a doença é indicada a vacina pneumocócica. A pneumocócica 13 e a vacina pneumocócica 23 são capazes de prevenir infecções causadas por diferentes tipos de pneumococos, bactérias causadoras da pneumonia. A vacinação reduz as chances de uma pessoa desenvolver pneumonia e é a melhor forma de se prevenir contra a doença.

A vacina é indicada para crianças a partir de 2 meses, adolescentes e adultos de todas as idades para proteção contra formas graves da infecção pneumocócica. Para os maiores de 60 anos, recomenda-se o esquema de duas doses, primeiro uma dose da pneumocócica 13 e no período de 6 a 12 meses complementar com a vacina pneumocócica 23.

Além de pessoas saudáveis, estas vacinas estão recomendadas  às pessoas imunodeficientes, com certas condições de saúde, como pulmonar crônica,  cardiopatias, diabetes, tabagismo, entre outras doenças crônicas.Adultos com doenças crônicas estão em maior risco de desenvolver complicações da doença pneumocócica.

 "É importante lembrar que ela não protege de nenhuma forma contra a covid-19. Cada doença possui agentes causadores específicos", finaliza a especialista.

 

Ser vitorioso na vida é sinônimo de alinhamento do consciente e o subconsciente em relação ao objetivo desejado. Seja na carreira, na saúde, nos relacionamentos familiares e amorosos, ter vitória sobre alguma área significa que você, enfim, se harmonizou com seu objetivo e conseguiu o que desejava. Pessoas vitoriosas são pessoas com mais paz de espírito, mais confiantes e, desse modo, levam uma vida mais plena.

Segundo o terapeuta João Gonsalves, “a vitória é aquilo que os seres humanos mais almejam na vida. Todavia, embora ela seja uma coisa muito boa e motivo pelo qual as pessoas batalham todos os dias, existem pessoas que querem ter vitória sem entender o funcionamento do seu sistema psicobiológico, sua mente consciente e seu subconsciente, e não entendendo quando há conflito entre estes dois níveis, se frustram por não ter o que desejavam, e aí buscam se distrair da frustração afirmando que a vida é assim mesmo, que tudo é muito difícil, e é melhor se conformar, e que as coisas acontecem independente da nossa vontade".

Assim, o terapeuta explica que “ muitos na nossa sociedade colocam sua atenção em coisas que lhe parecem mais fáceis, e se ocupam com atividades superficiais, que não lhes dão satisfação, sentimento de vitória, por não terem conhecimento de como entrar em contato com a sabedoria interior que todos temos, (mas não fomos ensinados que temos) para entender realmente porque as coisas são como são, e o que pode ser feito para modificá-las quando temos vontade dessa mudança. A vitória requer harmonia interna e externa (sentimento e pensamento) em relação ao objetivo, além de a pessoa se considerar capaz de conquistá-la.

Alinhar os nossos pensamentos com as nossas palavras e ações, gera sentimentos que direcionam a sequência dos acontecimentos para a conquista da vitória, e ao se organizar internamente e se dedicar, ao conseguir a vitória, um sentimento de poder, de capacidade e segurança vai se formando dentro da pessoa, e a cada nova conquista este empoderamento aumenta, tornando a vida da pessoa mais agradável e gerando motivação para mais realizações; é o maravilhoso círculo virtuoso.

João explica que “para ter alinhado os seus desejos e o seu modo de agir, é necessário, antes de tudo, ter autoconhecimento”. Dessa forma, conhecer-se antes de tudo e entender o que de fato te fará feliz e vitorioso é essencial. Para isso, a Autosofia, o método criado por João, ajuda milhares de pessoas a encontrarem a sua conexão de consciência com todo o universo exterior e o universo interior.

Assim, ser realmente vitorioso é ser afortunado com a segurança e harmonia em relação ao objetivo escolhido.

 Mas a grande vitória na vida é ter a consciência de quem você é, para onde deseja rumar e saber que você movimenta o universo para construir sua jornada e suas vitórias. Para finalizar, João afirma que “a Autosofia, por proporcionar um contato íntimo com o verdadeiro “eu” interior, tem a capacidade de conectar a pessoa à sua real vitória”.

Serviço: João Gonsalves

Terapeuta e Assessor de Autoconhecimento

Fone: (11) 98203-1215

E-mail: joaodedeusjd@uol.com.br

Site: www.joaogonsalves.com.br

https://www.instagram.com/joaogonsalves.autosofia/

Endereço: Estrada Manoel Lages do Chão, 1335 - Cotia - São Paulo

Adriana Saluceste é diretora de Tecnologia e Operações da Tecnobank.
Divulgação

 

Adriana Saluceste*

Com o mundo em ritmo cada vez mais acelerado de mudanças, as empresas já entenderam que a sobrevivência depende de uma enorme capacidade de adaptação aos cenários que se apresentam, às vezes de forma repentina. É preciso garantir entregas que agreguem valor e se diferenciem. E quando o assunto é gestão e inovação, a metodologia ágil está no topo das tendências. Metodologias ágeis podem ser definidas como um conjunto de práticas aplicadas no gerenciamento de projetos, cuja principal característica é a alta adaptabilidade a mudanças. Elas são estruturadas em ciclos curtos, as chamadas sprints, e o objetivo é, a cada novo ciclo, realizar uma entrega pré-determinada. Essas práticas vêm se mostrando extremamente eficazes para aqueles que buscam impulsionar a gestão de projetos e manter equipes em estado de permanente prontidão, capazes de apresentar reações rápidas às mudanças e flexibilidade na adaptação.

A transição do modelo de trabalho presencial para o home office é um exemplo de como as empresas enfrentam desafios inesperados que precisam ser encarados e vencidos de forma rápida e "com o carro em movimento". Aqueles que já trabalhavam com metodologias ágeis tiveram vantagens nesse processo. Como as entregas possuem ciclos mais curtos, possíveis dificuldades de adaptação ou quebra no ritmo de produção de um integrante da equipe são fácil e rapidamente identificadas por conta da forma como o trabalho é conduzido. O foco está nas pessoas e não nas ferramentas. O indivíduo e seus papéis são colocados acima de tudo. O conceito da metodologia traz a responsabilidade para cada colaborador, o que é muito eficaz porque quando se coloca de forma clara a responsabilidade para o indivíduo, a pessoa é empoderada, o que costuma surtir efeito positivo.

E como saber se uma empresa está pronta para o ágil? Apesar de altamente vantajosa para qualquer empresa e do baixo custo para implantação, a metodologia possui alguns pré-requisitos para que a prática seja bem sucedida - entre eles, a interação da equipe, que precisa ser colaborativa e auto gerenciável. Como existe a necessidade de uma troca muito constante, de informações e percepções, a equipe precisa estar bem entrosada e com grande proximidade entre as pessoas. As daily meetings (reuniões diárias de, no máximo 15 minutos) são um dos ritos da metodologia e servem para alimentar essa troca entre as pessoas, para que todos entendam em qual estágio o processo está, tirem dúvidas, e se ajudem. E se pode parecer difícil reunir diariamente uma equipe inteira no modelo de trabalho remoto, pense que todo desafio pode ser encarado como oportunidade. Por experiência, afirmo que colocar toda a equipe junta em um aplicativo de reunião virtual tem sido mais fácil e produtivo.

Os ritos pré-definidos acabam por fazer com que a equipe fique mais unida, com um contato mais próximo, eliminando qualquer chance de dispersão que o trabalho remoto possa causar. Nestes meses de pandemia, o Ágile Trades, um dos movimentos que representa o ágil no Brasil, teve um aumento de 20% na busca por informações, o que mostra que um número cada vez maior de gestores está entendendo que esse modelo de trabalho pode melhorar os resultados da empresa, principalmente em um cenário em que o home office chegou para ficar. Basta deixar o purismo de lado e ter a flexibilidade de avaliar o que cabe melhor para a empresa, sabendo escolher o melhor método para a operação. Mas é preciso saber onde a organização está hoje e para onde quer ou precisa ir. Deve-se considerar também o que a empresa valoriza mais na equação entrega previsível versus capacidade de se adaptar à mudança. A segunda coisa a considerar é o valor conferido ao cliente. A empresa tenta descobrir o que o cliente quer ou está focada apenas em fazer e cumprir compromissos?

Por fim, deixo aqui duas observações importantes sobre essas reflexões. A primeira é que ser ágil não significa apenas ser rápido. É preciso entregar valor. Em alguns casos, vale mais "furar uma sprint" de duas semanas e entregar em três, com mais valor. A segunda observação é que utilizar essa metodologia não significa ausência de disciplina, documentação ou planejamento. Tudo isso acontece dentro do ágil, só que de forma menos burocrática. O que existe é uma documentação viva, um planejamento curto dentro das sprints. O ágil exige até mais disciplina que o modelo tradicional de trabalho e tem o poder de revolucionar a gestão e acelerar projetos de forma muito eficiente, como nenhum método tradicional é capaz, com ou sem home office.

 

*Adriana Saluceste é diretora de Tecnologia e Operações da Tecnobank.



Governador Ronaldo Caiado e a secretária da Educação Fátima Gavioli anunciam R$ 19 milhões em benefícios para alunos da rede de ensino

Fotos: Renato Moura.

Iniciativa batizada de Conectar vai repassar recursos para que unidade de ensino faça contratação direta do serviço. Os investimentos somam R$ 4 milhões até o final deste ano. No mesmo evento, governador anuncia liberação de R$ 15 milhões para programa Pró-Escola 2021 e ação para isentar consumo de dados móveis durante uso do app NetEscola

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta sexta-feira (28/05), uma nova série de benefícios para a área da educação em Goiás. Entre elas está o programa Conectar, que vai garantir internet de alta velocidade às escolas da rede estadual de ensino. A meta é assegurar que os alunos tenham acesso a uma boa conexão em sala de aula, o que vai favorecer o uso pedagógico das tecnologias digitais em prol do aprendizado.

"Temos que fazer com que as escolas de Goiás sejam referência, as melhores do país", afirmou o governador sobre a importância do acesso à internet de qualidade para expansão do processo de ensino. O lançamento do programa ocorreu durante a I Formação de Coordenadores Regionais, Assessores Financeiros e Pedagógicos ligados à Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Caiado autorizou, ao longo do evento, realizado em Goiânia, o repasse de R$ 15 milhões para pagamento da primeira parcela do Programa Pró-Escola 2021. A ação auxilia as unidades de ensino e as Coordenações Regionais de Educação (CREs) no âmbito administrativo. Também serão destinados R$ 944,3 mil para as CREs. Na mesma solenidade, foram entregues 745 TVs, 16 notebooks e dois aparelhos datashow para as escolas da rede.

Sem burocracia
O programa Conectar dará suporte a escolas a partir de recursos para contratação direta de internet. O repasse será mensal, e a quantia dependerá do porte da unidade de ensino. Serão R$ 233 para escolas com menos de 210 alunos e até R$ 300 para aquelas com mais de 1,7 mil estudantes.

A estimativa do Governo de Goiás é investir R$ 4 milhões na iniciativa até o fim do ano. "Essa verba dará ao aluno a capacidade de buscar, pesquisar e avançar nos seus estudos a partir da internet de alta velocidade", frisou Caiado.

A secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, afirmou que a seriedade com que o governador administra a máquina pública já mostra resultados. Como exemplos, mencionou a superação das dificuldades financeiras e os anúncios que contemplam alunos da rede estadual, mesmo em meio à pandemia. "As injustiças e a falta de valorização dos trabalhadores e dos estudantes foram corrigidas", disse.

As escolas que desejarem aderir ao Conectar devem realizar o cadastro prévio no site www.conectar.educacao.go.gov.br e informar as atuais características de acesso à internet. É necessário especificar, por exemplo, a velocidade disponível e os provedores que atendem a região. Essas informações serão analisadas pela Superintendência de Tecnologia da Seduc, responsável por avaliar o melhor custo-benefício para cada caso.

A orientação é que, antes da contratação, seja feito o cálculo da velocidade mínima a ser contratada. Essa conta deve considerar a quantidade de alunos presentes no período com o maior número de matriculados multiplicada por 200 Kbps. Por exemplo: uma unidade escolar cujo maior número de alunos matriculados por período seja 100 deverá contratar um circuito de internet com velocidade mínima de 20 Mbps (considerando que 1000 Kbps corresponde a 1Mbps).

Todo o processo será monitorado pelo próprio site do programa. Nele, as escolas devem prestar contas e enviar os comprovantes mensais de pagamento do serviço contratado. O portal do Conectar também vai disponibilizar opções para que as unidades solicitem o suporte técnico da equipe de tecnologia da Seduc.

Internet Patrocinada
Outra novidade anunciada por Caiado é o Programa Internet Patrocinada. Trata-se da isenção do consumo de dados móveis durante a navegação pelo aplicativo NetEscola. A partir dessa ação, os alunos matriculados na rede estadual de ensino terão acesso aos conteúdos e videoaulas disponibilizados no aplicativo de forma gratuita, sem que haja desconto no pacote de internet móvel.

Para que a isenção seja aplicada, o estudante deverá informar o login e senha, que serão fornecidos pela escola. Uma vez logado no NetEscola, ele terá livre acesso às atividades e videoaulas, sem se preocupar com o consumo da internet. "É uma iniciativa muito importante para aluno e professor. Quem paga esse acesso ao portal é o governo do Estado", explicou Gavioli.

Participaram do evento a subsecretária de Execução da Política Educacional, professora Helena Bezerra; o comandante de ensino da Polícia Militar, coronel André Willian; o prefeito de Goianira Carlão da Fox; o aluno que foi segundo lugar na Olimpíada Nacional de Ciência 2020, Dimitri de Sousa; além de coordenadores, assessores pedagógicos e financeiros e demais servidores da Seduc.




Não haverá expediente nas repartições públicas do Estado na quinta-feira (03/06) e na sexta-feira (04/06). Órgãos que realizam atividades indispensáveis funcionarão normalmente

Fotos: Renato Moura.

O governador Ronaldo Caiado determinou ponto facultativo para a próxima sexta-feira (04/06), um dia após o feriado de Corpus Christi. O Decreto 9.869, nesse sentido, foi publicado no suplemento do Diário Oficial do Estado.

Com a decisão, as repartições públicas estaduais não funcionarão entre os dias 03 e 06 de junho, voltando a abrir normalmente na segunda-feira (07/06) subsequente.

O ponto facultativo não se aplica aos órgãos que, por sua natureza ou em razão do interesse público, desenvolvam atividades indispensáveis como, por exemplo, unidades de saúde, de policiamento civil e militar, de bombeiro militar, arrecadação e fiscalização.

Os horários de funcionamento desses órgãos no feriado serão divulgados posteriormente.



Saneago destina mais de R$ 62,7 milhões para ampliação do sistema de abastecimento de água e de esgotamento sanitário do município. São 383 unidades habitacionais já entregues a moradores, recursos de mais de R$ 34,4 milhões. Rede estadual de ensino recebe R$ 5,7 milhões

Fotos: Renato Oliveira.

A Companhia Saneamento de Goiás empregou R$ 62,7 milhões para conclusão das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Planaltina: foram construídos três reatores, quatro lagoas de tratamento e uma estação elevatória de esgoto

Mais de R$ 125 milhões. Este é o valor investido pelo governo do Estado no município de Planaltina, na região do Entorno do Distrito Federal, e distante 257 quilômetros da capital, Goiânia. Com mais de 90 mil habitantes, a cidade tem se destacado na aplicação dos recursos estaduais, tendo o saneamento básico como um dos focos da gestão.

A Companhia Saneamento de Goiás S/A (Saneago) empregou R$ 62,7 milhões para a conclusão das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Planaltina, que beneficia 18 bairros. Na obra, finalizada em 2019, foram realizados mais de 307 mil metros de redes coletoras e 15.198 ligações domiciliares. Além disso, foram construídos três reatores, quatro lagoas de tratamento e uma estação elevatória de esgoto.

Os bairros beneficiados foram: Barrolândia, Brasilinha Sudoeste, Brasilinha Sul, Itapuã I, Itapuã II, Jardim das Palmeiras, Jardim Paquetá, Parque da Gávea, Setor Aeroporto, Setor das Mansões Leste, Setor Leste, Setor Norte, Setor Oeste, Setor São Francisco, Setor São José, Setor Sul, Terra Prometida e Vila Mutirão.

Também foram investidos mais de R$ 1,3 milhão em melhorias operacionais no Sistema de Abastecimento de Água, com a execução de serviços como perfuração de sete poços tubulares profundos, sendo três deles interligados para reforçar a produção da água.

A Estação de Tratamento de Água de Planaltina também passou por reforma. Foi instalado um novo centro de reservação, com capacidade de 700 metros cúbicos de água e, construída uma estação elevatória de água tratada, que faz a ligação entre os dois reservatórios.

Mais Moradia
O Governo de Goiás dedicou atenção especial à política habitacional no município de Planaltina. Em agosto de 2020, foram entregues 383 unidades habitacionais no Residencial São Francisco II e III. Uma parceria do Estado com o Governo Federal, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab). O Investimento total foi de R$ 34,4 milhões, sendo R$ 5,3 milhões oriundos do Tesouro Estadual.

"As pessoas têm que ser tratadas com dignidade. Tem que ter acesso à saúde, segurança, educação, política social e habitacional. É fundamental acolher e proporcionar condições dignas de vida para todos", salientou o governador Ronaldo Caiado ao realizar a entrega das moradias.

Regionalização da saúde
Desde o início desta gestão, o Governo de Goiás garante, de forma democrática, os repasses das contrapartidas estaduais para todos os municípios goianos. Essa verba já ficou 13 meses sem ser paga em anos anteriores. Planaltina recebeu, entre 2019 e 2021, R$ 8.797.334,99 milhões de verbas do Tesouro Estadual.

Neste ano, o Governo de Goiás enviou quatro capacetes Elmo para a Prefeitura da cidade, de um montante de 500 doados pelo Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO) ao Estado. O equipamento é um suporte ventilatório não invasivo usado em pacientes em tratamento da Covid-19 e que apresentam quadro de insuficiência respiratória.

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, o Governo de Goiás já distribuiu 20.250 ao município de Planaltina de Goiás. Destas, há o registro de que 12.555 foram aplicadas para primeira dose (13,96% da população) e 4.375 (4,87%) para o reforço.

Educação e Esporte
A rede estadual de educação em Planaltina possui 11 escolas e 7.332 estudantes. Desde 2019, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) destinou mais de R$ 5,6 milhões para a melhoria das unidades.

O programa Equipar enviou mais de R$ 1,7 milhão para que os gestores educacionais pudessem adquirir computadores, utensílios de cozinha, televisões e outros equipamentos necessários ao bom funcionamento da estrutura educacional. Já o programa Reformar investiu R$ 642 mil, recurso utilizado para reparos na estrutura física das escolas.

O Governo de Goiás investiu R$ 407 mil em projetos de construção e melhoria de quadras esportivas. O programa Dinheiro Direto na Escola levou R$ 781 mil às unidades, verba também utilizada para a manutenção e melhoria da infraestrutura física e pedagógica.

A segurança alimentar dos estudantes teve atenção do Governo do Estado. Foram investidos R$ 1,4 milhão no pagamento do Auxílio Alimentação e nas compras dos Kits Alimentação. Outros R$ 714 mil foram investidos na compra de uniformes e tênis para todos os alunos da rede estadual, em Planaltina.

Enquanto isso, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) concede bolsas a atletas de alto rendimento, por meio do programa Pró-Atleta, para o custeio de despesas em treinamentos e competições. Em todo o Estado são mais de 600 bolsas destinadas, sendo um atleta contemplado em Planaltina, o lutador de Jiu-Jitsu Erick Francisco.
 
Assistência Social e Empregos
A política social do Governo de Goiás também tem dado atenção aos moradores mais vulneráveis de Planaltina. A presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, lidera ações sociais em todo o estado.

A OVG entregou 24.495 benefícios à população. Entre eles estão cadeiras de roda, muletas, quatro andadores, bengalas, fraldas descartáveis, enxovais para bebê, colchões. Os itens somam um montante de R$ 87.574,74.

Durante a Campanha do Natal do Bem, foram entregues a crianças 22.766 brinquedos. Além disso, seis moradores de Planaltina foram hospedados na Casa do Interior para realização de tratamento de saúde em Goiânia. Quatro entidades sociais do município também receberam assistência da OVG.

Em 2020, o Gabinete de Políticas Sociais entregou 6.504 cestas básicas em Planaltina, durante a primeira etapa da Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus.

O Programa Universitários do Bem (ProBem) contempla sete estudantes do município com bolsas de estudo no ensino superior, um investimento de R$ 45.326,52.

Dar apoio às empresas que buscam investir em Goiás, também é um dos objetivos do Governo do Estado. Por isso, a partir do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), foram firmados, nos anos de 2019, 2020 e 2021 (até março), 78 contratos de financiamentos às empresas localizadas em Planaltina, resultando no valor de R$ 24 milhões. Investimentos que devem gerar 1.016 empregos no município.

Infraestrutura
A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), por meio do programa Goiás em Movimento – Eixo Manutenção –, trabalha para recuperar as rodovias estaduais. Somente na região do Entorno do DF, são investidos cerca de R$ 11,2 milhões no recapeamento de 46 quilômetros de rodovias nos perímetros urbanos dos municípios de Formosa, Padre Bernardo, Novo Gama, Planaltina de Goiás, Cidade Ocidental e Santo Antônio do Descoberto.

Em Planaltina, destaque para o recapeamento e sinalização de 1,2 quilômetros da GO-534, do entroncamento com a GO-430 até o fim do perímetro urbano do município.

Já o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO) vai investir R$ 166 mil para a execução de serviços de implantação e manutenção de sinalização vertical das ruas e avenidas de Planaltina.

Voltado para a zona rural, a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), adquiriu, por meio do Programa Mecaniza Campo, uma retroescavadeira que deve ser utilizada na recuperação das estradas vicinais no município. O investimento soma R$ 192 mil, recurso que foi destinado por meio de emendas parlamentares.



A Câmara Legislativa aprovou, na tarde de ontem (26), o projeto de lei da deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) que estabelece a divulgação de informações de obras públicas através do sistema QR Code nas placas informativas  



O sistema QR Code, também conhecido como Código QR, é uma imagem formada por um conjunto de códigos de barras que permite o acesso às informações apenas apontando a câmera de um celular smartphone. Quando sancionado, o Projeto de Lei 950/2020 proporcionará que todos tenhamos ferramentas e informações para fiscalizar construções que são executadas com verba pública.

A facilidade no acesso permitirá que qualquer pessoa veja o projeto arquitetônico com imagens de projeção da obra, acompanhe os prazos e os valores gastos desde o início até a conclusão, obtenha a cópia do processo que tramita no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do GDF, entre outros detalhes que vão além do que já é divulgado atualmente.

Autora do projeto, Jaqueline Silva justifica a importância da aprovação, destacando que a proposta traz transparência aos gastos públicos através da tecnologia e modernização. "Ter esse PL como lei é também uma forma de colocar na palma da mão da população o acesso ao que está sendo construído através do dinheiro do contribuinte. É importante motivar e dar as ferramentas certas para o controle social do que acontece na nossa cidade", ressaltou a parlamentar.

O secretário-geral da ONG Contas Abertas, Gil Castello Branco, elogiou o projeto afirmando que ele "fomenta a transparência e o controle social". Lucas de Moraes, morador do Recanto das Emas, é jornalista e usa assiduamente o smartphone. Ele comemora o fato de poder acessar essas informações com mais agilidade: "É bom saber que ao passar por um canteiro de obra, eu posso acessar essa ferramenta na hora, já que todos estamos com o celular na mão o tempo todo".



Por força de vontade e determinação do governador Ibaneis Rocha (MDB), a população da Estrutural,  que há anos reivindicava uma delegacia na localidade, ganhou uma nova delegacia neste sábado (29), ampliando o combate ao crime, dando melhores condições de trabalho aos policiais e atendimento humanizado aos usuários. A 8ª DP foi transferida do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) para um terreno de 1,5 mil metros quadrados da Quadra 8 da cidade. A unidade possui dois pavimentos com mil metros quadrados de área construída. O investimento para adequar o prédio foi de R$ 100 mil, beneficiando 50 mil moradores


Fotos: Renato Alves e Paulo H. Carvalho.

"O trabalho integrado está refletindo nos números. Hoje, as forças de segurança no DF trabalham de forma unida, fazendo com que os índices de criminalidade diminuíssem", comentou o governador Ibaneis Rocha.

Durante o evento, o governador Ibaneis Rocha elogiou o trabalho dos policiais civis da capital. "O trabalho integrado está refletindo nos números. Hoje, as forças de segurança no DF trabalham de forma unida, fazendo com que os índices de criminalidade diminuíssem", destacou. "Essa entrega de hoje é de extrema importância e muitas outras virão", ressaltou.

O secretário de Segurança, o delegado Júlio Danilo, lembrou que a inauguração da 8ª DP era uma reivindicação antiga da comunidade. "Nos empenhamos cada vez mais para que as forças de segurança pública atuem de forma integrada em prol da população. No próximo mês, estaremos trabalhando nessa região de forma intensiva combatendo a criminalidade", reforçou

Para o delegado-geral da PCDF, Robson Cândido, hoje, a corporação se aproxima cada vez mais da população com a abertura de uma nova delegacia. "Agora estamos mais perto do povo, que é onde temos que estar para trabalhar. A Polícia Civil está de portas abertas 24 horas para atender essa comunidade", garantiu.

"Nos empenhamos cada vez mais para que as forças de segurança pública atuem de forma integrada em prol da população. No próximo mês, estaremos trabalhando nessa região de forma intensiva combatendo a criminalidade", comentou o delegado Júlio Danilo, secretário de Segurança.

"Em nome da Câmara Legislativa do DF, agradeço a todos os policiais civis pelo papel que desempenham na nossa cidade. Para facilitar o trabalho deles, destinei R$ 1 milhão para que a corporação possa investir em melhorias", informou o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o deputado Rafael Prudente.



Administradora da Estrutural, Vânia Gurgel agradeceu o trabalho integrado do poder Executivo e Legislativo local pela nova conquista da cidade. "São muitos órgãos trabalhando em conjunto para melhorar a vida da população. Estamos entregando hoje uma reivindicação antiga da comunidade", disse.

Também participaram da solenidade o secretário de Governo, José Humberto Pires; o líder do governo na CLDF, o deputado Hermeto e o parlamentar federal, Julio Cesar Ribeiro.

Adequações
Entre as adequações feitas na delegacia para prestar um serviço de qualidade à população, estão a criação de balcão de atendimento, área para contenção de presos e ambientes para abrigar diversas seções da DP; instalação de aparelhos de ar condicionado; mudança de identidade visual e readequação do layout.

A área de atuação da 8ª DP também foi redimensionada. Além de atender a Estrutural e o SIA, a delegacia vai assistir o Setor de Chácaras 26 de Setembro. A unidade terá uma Central de Flagrantes, recebendo demandas da área da 38ª DP, localizada em Vicente Pires. A delegacia vai funcionar 24 horas, assim como todas as outras da capital que ampliaram o horário de atendimento desde 2019.

Outras delegacias
No final do ano passado, a população de Taguatinga Norte recebeu uma delegacia completamente reformada. Mais que uma modernização na identidade visual, foram investidos mais de R$ 3 milhões na reformulação completa da 17ª DP, unidade construída há 38 anos. Além da renovação de toda a estrutura física, a obra permitirá levar um atendimento mais humanizado e melhores condições de trabalho para os servidores.

A 9ª DP, no Lago Norte, e a 10ª DP, no Lago Sul, estão sendo reformadas ao custo de aproximadamente R$ 4 milhões cada. Os serviços são semelhantes aos prestados na 17ª DP. Em Sobradinho II, a 35ª Delegacia de Polícia será construída ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, na rodovia DF-420, Área Especial. Com investimento estimado em R$ 9 milhões e licitação prevista para a primeira quinzena deste mês, essa delegacia terá subsolo, pavimento térreo e superior, distribuídos em 2.203,83 metros quadrados de área construída.

A 12ª Delegacia de Polícia será erguida no mesmo endereço onde funciona a atual, em Taguatinga Centro, na EQ C3/C5, AE, Setor Central. O investimento é de R$ 9,8 milhões, e a futura instalação terá subsolo, pavimento térreo e superior para atender uma das cidades mais populosas do DF. A estrutura atual será demolida e dará lugar à nova DP.

5/30/2021 09:08:00 PM
O deputado afirmou que o governador Ibaneis Rocha (MDB), está fazendo uma gestão, aprovada pela ampla maioria da população, e que o MDB irá marchar pela reeleição do governador

Fotos: Tony Duarte.

O presidente da Câmara Legislativa e presidente do MDB do Distrito Federal, Rafael Prudente, disse neste domingo (30), que o partido está preparado para marchar em busca da reeleição do governador Ibaneis Rocha.

A declaração feita pelo distrital, ao programa "Conectado ao Poder", levado ao ar no domingão da Metrópoles, serviu para endossar o que já havia sido dito, no mesmo programa de rádio, pelo próprio governador do DF,  de que não abrirá mão de continuar, por mais quatro anos, no comando do Buriti.

De acordo com Rafael Prudente (MDB), desde maio de 2019, ano em que assumiu a presidência do MDB, a legenda passou por grande reestruturação e mais do que dobrou o número de filiados presentes em todas as 33 regiões administrativas do Distrito Federal.

Afirmou ainda que o governador Ibaneis Rocha faz um governo que vem sendo bem avaliado pela população do Distrito Federal, diante dos grandes investimentos para movimentar a economia  que geram empregos e renda, bem como cuidando das pessoas, mesmo diante das dificuldades enfrentadas neste momento de pandemia provocada pelo novo coronavírus.

"O MDB está em uma grande frente, conversando com inúmeras lideranças partidárias, além de potenciais candidatos para podermos dar um start na grande marcha rumo às eleições de 2022. Vamos reeleger um governador que desde o início do seu primeiro mandato vem realizando uma gestão responsável  e entregando obras para o povo".

Prudente afirmou que a Executiva Nacional do MDB, presidida pelo deputado federal Baleia Rossi(SP), tem lhe dado a liberdade para fortalecer o partido e mostrar bons resultados na próxima eleição.

Quanto ao seu futuro político, Rafael Prudente disse que o MDB abrirá um debate interno sobre a que cargo disputaria em 2022.

No entanto, o distrital  deixou nas entrelinhas que é provável que dispute uma das vagas para deputado federal, rumo que será decidido por todos os pré-candidatos em meados de abril do próximo ano.

"Por enquanto a minha responsabilidade é de fazer uma boa gestão, entregando uma Câmara Legislativa bem melhor e realizando um bom mandato de deputado distrital, sempre voltado aos interesses da população", concluiu o deputado.

Fonte: Radar-DF.




O governador Ibaneis Rocha (MDB), visitou as obras do Túnel de Taguatinga neste sábado (29). Ele acompanhou o andamento dos serviços, que estão em fase de finalização das paredes de diafragma. Por determinação do governador Ibaneis, os trabalhos em uma das maiores obras públicas do Brasil, que tem o investimento de R$ 275,7 milhões e gera 1,7 mil empregos – , ganhou novo turno diário até as 22h. "A obra está em um estágio avançado. Daqui um mês e meio devem começar a execução das lajes. É uma obra que vai ficar para a história do DF e das famílias que passam por aqui", destacou o governador  



Para acelerar ainda mais o ritmo da construção do Túnel de Taguatinga, os serviços para erguer a estrutura – que vai beneficiar 137 mil motoristas – foram estendidos até as 22h. Além de agilizar o andamento dos trabalhos, a previsão é gerar mais 200 oportunidades de emprego. Atualmente, 1,7 mil pessoas estão participando de uma das maiores obras da capital, que já está 30% executada. O investimento é de R$ 275,7 milhões.

Um dos engenheiros responsáveis pela execução do contrato, Bruno Almeida, explica que a medida foi adotada com o objetivo de melhorar o trânsito em dois trechos que estão interditados por causa da obra – o cruzamento das avenidas Comercial e Central em ambos sentidos, sob o viaduto da Samdu. "Queremos diminuir ao máximo o impacto na região. As obras estão acontecendo em ritmo acelerado e, com o segundo turno, agilizaremos ainda mais", afirma. 

Tiago de Jesus, 30 anos, é um dos operários contratados para o período noturno. Para ele, atuar nesse horário é ainda melhor do que de dia. "À noite não tem sol, que acaba cansando a gente. Prepararam todo o canteiro de obras com iluminação e sinalização adequada, assim como os nossos uniformes, que são apropriados", comenta.

"Estou muito feliz com essa oportunidade. Daqui sai o sustento da minha família. É uma das maiores obras de Brasília e vou ter história para contar para os meus filhos e netos"Tiago de Jesus, 30 anos, um dos operários do túnel

Antes de participar da construção do túnel, Tiago estava desempregado havia dois anos. Ele veio do Espírito Santo há oito meses em busca de um trabalho. "Às vezes eu conseguia um 'bico', mas parecia que ninguém me via", lembra. "Estou muito feliz com essa oportunidade. É daqui que sai o sustento da minha família", conta.

Morador de Taguatinga, Tiago não esconde o orgulho de ser um dos operários da obra. "Estou muito satisfeito de participar da construção de uma das maiores obras de Brasília. A gente sabe que isso aqui vai melhorar a vida de muita gente, a mobilidade de todo mundo", diz. "Estou aprendendo muito também. Com certeza vou ter história para contar para os meus filhos e netos", comemora.

O túnel
Com previsão de entrega para 2022, a construção das paredes de diafragma – que fazem parte da fundação do túnel – está em fase de finalização. A próxima etapa é a execução de vigas e lajes. A passagem subterrânea fará uma ligação para motoristas que trafegam no sentido Ceilândia, pela Avenida Elmo Serejo, além de oferecer uma via alternativa pela superfície para o centro de Taguatinga. Isso evitará a retenção de veículos nos semáforos do centro da cidade.

Com a conclusão da obra, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, vão entrar pelo túnel e sair na Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Do outro lado, aqueles que chegarem a Taguatinga pela EPTG também passarão pelo túnel até o início da Via Estádio, saindo logo após o viaduto da Avenida Samdu. Vias marginais darão acesso às avenidas Comercial Sul e Norte e Samdu Sul e Norte. A passagem subterrânea terá 1.010 metros de extensão e vai contar com duas vias paralelas, cada uma com três pistas de rolagem em cada sentido.

As melhorias não se restringem às questões de trânsito e mobilidade. A movimentada Avenida Central de Taguatinga se transformará em um boulevard arborizado, com uma paisagem inteiramente nova para a população. Ela terá foco nas pessoas e no comércio da região. Além do paisagismo, as calçadas serão revitalizadas e os estacionamentos ampliados.



Uma dúvida muito comum entre os clientes que estão fechando o contrato de compra de seu novo imóvel é sobre o Enxoval de Mobiliários, Equipamentos e Decoração das áreas comuns do empreendimento. Na incorporação imobiliária, a antecipação da contratação do enxoval a ser utilizado na composição dos espaços e ambientes das áreas comuns é um custo complementar ao preço do imóvel que garante que o prédio seja entregue aos novos moradores já mobiliado, equipado, decorado e otimizado de forma a torná-lo mais funcional, elegante, sofisticado e totalmente alinhado com o conceito, o padrão e o design arquitetônico compatível com o padrão dos apartamentos, sendo isto fundamental para que as expectativas dos adquirentes sejam atingidas



Hall do Parque das Hortênsias – SQNW 102, Noroeste

Descubra as principais vantagens de adquirir um imóvel na planta, em um empreendimento com contratação em separado do enxoval de mobiliário, equipamentos e decoração:

Valorização do seu imóvel
Assim como uma fachada bem cuidada, Áreas Comuns/Sociais bem cuidadas, mas também mobiliadas, equipadas e decoradas são um investimento que colabora para uma consequente valorização do imóvel. O padrão de um empreendimento é notado pela qualidade construtiva, mas também pela apresentação do mobiliário, dos equipamentos e da decoração dos ambientes de convívio coletivo.

Além disso, a aquisição do mobiliário, dos equipamentos e da decoração feita por meio de projeto coordenado pela incorporadora conta com profissionais da área, que levam em consideração não só a estética, mas também detalhes técnicos, durabilidade e resistência dos bens, avaliando quais as melhores opções para cada área do residencial, como a área molhada (piscina, SPA, sauna), fitness e academia, salão de festas, espaço gourmet, churrasqueira e espaço kids. Tudo isso colabora para que o empreendimento tenha um projeto exclusivo, com ambientes que surpreendem e geram valorização ao local em que se vive.

Comodidade e tranquilidade
Sabemos que o processo de mudança para um novo lar é cansativo. E pode se tornar ainda pior quando se faz necessário participar de inúmeras reuniões de condomínio para definição de detalhes e orçamentos para adquirir a mobília, equipamentos e decoração das áreas comuns, o que acaba por gerar um mal-estar entre os recém-conhecidos condôminos e resultar em aquisições feitas de forma descoordenada, sem poder de compra junto aos fornecedores e fora do escopo de um projeto de arquitetura de interiores que estabeleça uma boa orientação entre os itens a serem destinados a cada ambiente e em relação ao conceito dos ambientes dentro do empreendimento.

Dessa forma, comprar um apartamento na planta com um projeto de arquitetura de interiores pré-aprovado, com imagens que garantam sua visualização, é um grande benefício aos futuros moradores, que, após realizar sua mudança, poderão usufruir de 100% de toda a estrutura que a edificação oferece.

Desoneração do cliente
Sabemos que os primeiros meses após receber as chaves de um imóvel são também um período de grandes investimentos no interior dos mesmos. Dessa forma, ao comprar um imóvel na planta e pagar de forma separada e antecipada pelo enxoval de mobiliário, equipamentos e decoração, evita-se a necessidade de, quando da entrega do empreendimento, criar uma despesa extra junto ao condomínio, o que nem sempre é a prioridade da maior parte dos compradores.

Prestação de Contas
Para proporcionar o melhor benefício ao adquirente que paga em separado pela aquisição do enxoval de mobiliário, equipamentos e decoração, uma Incorporadora deve: i) fazer um anteprojeto de arquitetura de interiores, com a escolha de todos os itens de mobiliário, equipamentos e decoração que farão a composição das Áreas Comuns do empreendimento; ii) apresentar uma relação detalhada, com preços e características de todos os itens que serão adquiridos; iii) prestar conta detalhada de todo o valor recebido pelo custeio do Enxoval e de todos os itens comprados, com as respectivas Notas Fiscais e iv) devolver aos adquirentes eventuais valores não utilizados em virtude de otimização na gestão do orçamento previsto.

Continuidade do padrão estético definido para o empreendimento
Mobiliar, instalar equipamentos e decorar o prédio sem a diretriz de um especialista pode trazer efeitos completamente opostos ao que se era esperado. Isto porque, por melhor que seja a intenção do condomínio, pode haver a compra de itens que não conversam entre si ou que tenham estilos incompatíveis com o alto padrão dos apartamentos. Além disso, pode ser que o material ou item escolhido para determinada área não tenha as características técnicas necessárias para determinada aplicação (áreas molhadas e áreas com muita incidência solar merecem atenção especial).

Economia em escala
Por via de regra, grandes empresas da área de construção e incorporação, como é o caso da Emplavi, possuem estreito relacionamento com seus fornecedores e, normalmente, fazem compras em grande escala, fato que facilita a negociação de valores e obtenção de maiores descontos. Por consequência, os compradores acabam lucrando ao adquirir unidades em empreendimentos. Economicamente, o custo adicional do projeto que contempla o enxoval de mobiliário, equipamentos e decoração termina sendo mais acessível comparativamente ao que seria caso a compra dos itens e equipamentos fosse feita diretamente pelo condomínio.

Com 39 anos de atuação na construção e incorporação de imóveis no Distrito Federal, a Emplavi coordena todo o projeto e a verba adicional destinada à escolha, compra e instalação/montagem de todos os itens que tornam as áreas de lazer de seus empreendimentos as mais nobres dentre o que há disponível no mercado de imóveis de Brasília.

Para conhecer mais sobre a Emplavi e seus empreendimentos no Distrito Federal acesse emplavi.com.br ou faça um agendamento seguro e com antecedência em nossas Centrais de vendas e decorados:

Noroeste – SQNW 102. WhatsApp (61) 99632-0022.

Águas Claras – Rua Copaíba, 14. WhatsApp (61) 99692-2668.

 

 

Brasília-DF, 30 maio de 2021.

Condôminos da SQS 406 Bloco C

Ref.: EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Prezados,

Na qualidade de síndico deste condomínio, sirvo-me do presente para convocar V. Sas. para participarem da Assembleia Geral Extraordinária Online, a realizar-se no dia 22 DE JUNHO DE 2021, quinta-feira, por meio do app de reuniões ZOOM, às 19h30 em primeira convocação, contando com a presença de pelo menos metade dos condôminos totais, ou às 20h00 em segunda convocação, no mesmo dia e local, com qualquer número de presentes, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:

a)    ELEIÇÃO OU REELEIÇÃO DE SÍNDICO, SUBSÍNDICO E CONSELHO FISCAL E CONSULTIVO, PARA MANDATO ATÉ 31 DE MAIO DE 2022;

Observações:

- É lícito aos senhores condôminos se fazerem representar na assembleia ora convocada por procuradores, munidos com procurações específicas.

- A ausência dos senhores condôminos não os desobriga de aceitarem como tácita concordância aos assuntos que forem tratados e deliberados.

- Os condôminos em atraso nos pagamentos das taxas condominiais não poderão votar nas deliberações.

                Cordialmente,

 


Condomínio do Bloco C da SQS 406

Paulo Roberto Melo

Síndico

 

La Casa Digital trabalha crescimento pessoal dos participantes e ensina empreendedorismo através da era digital

Um reality show totalmente diferente. Em vez das brigas, muitos exercícios de transformação mental, desbloqueios e até mesmo aprendizados básicos, como arrumar a cama pela manhã. Esse é o escopo do programa La Casa Digital, considerado o primeiro reality show sobre prosperidade digital transmitido pela internet, e que irá premiar o vencedor com R$ 1 milhão.

Organizado pela agência PLX, o La Casa Digital irá reunir 20 participantes de todo o Brasil, durante 12 dias em um resort, onde eles serão postos à prova nas diversas áreas do empreendedorismo digital, além de ouvirem palestras que encorajam uma vida de princípios e valores.

O formato, que acontecerá de 11 a 22 de junho, também apresentará rodadas e provas de negócio, networking, workshops e futurismo, visando a fomentar a capacitação para mais de 5 milhões de telespectadores. 

O La Casa Digital está em sua segunda edição e tem estimativa de 10 milhões de acessos. “Eu acredito que através da internet você é capaz de ativar o seu propósito, transbordar na vida de milhares de pessoas e explodir nessa terra”, destaca Pablo Marçal, idealizador do programa. 

Marçal afirma trabalhar com três pilares: físico, intelectual e espiritual. E assim transformar a vida de milhares de pessoas e desbloqueá-las para terem presença digital e prosperidade por meio da criação de um negócio no meio on-line.

Até agora, milhares de pessoas já enviaram vídeos tentando pleitear uma vaga no reality. 

“A ideia central é ensinar que as pessoas podem ganhar dinheiro de casa e entrar na casa das outras pessoas sem bater na porta, porque o celular é a porta de entrada. A internet como um todo não precisa de licença para entrar e através de anúncios, desafios, lives e conteúdos gerados diariamente a gente consegue entrar na casa das pessoas e isso é exponencial”, afirma Pablo.


Jornalista de Brasília busca vaga!

O jornalista gaúcho Rafael Brondani, que atualmente reside em Brasília, enviou um vídeo na tentativa de entrar para o reality. “Desde que conheci o projeto do Pablo, fiquei fascinado. É algo totalmente diferente de tudo o que já vi. Lá os participantes têm a oportunidade de adquirir novos conhecimentos e colocá-los em prática na vida pessoal. Se eu for selecionado, será uma grande oportunidade, pois, através dos conhecimentos, quero aumentar a minha audiência nas redes sociais a fim de impactar vidas com uma mensagem de esperança”, afirma o jornalista. 

Marcos Fergutz foi um dos participantes da última edição. O jovem, que nunca havia se imaginado dentro de um reality, veio do interior de Santa Catarina e menciona que teve a vida transformada após a participação no programa. “Tinha uma vida muito boa aos olhos dos outros, financeiramente falando, mas aquilo não preenchia meu coração. Foi aí que tudo começou. Fui pro La Casa e tive um encontro comigo mesmo”, menciona. 

Hoje Marcos vive uma vida com propósitos arraigados e diz viver um chamado. “Tive transformação de mentalidade, emoções, me conectei ainda mais com Deus", conclui o jovem.



 Em entrevista ao portal, Richard Dubois fala sobre o apetite comercial pelo DF, de fato, parece não ter fim. Com experiência de dez anos em projetos de concessão do poder público, Dubois está na disputa pela gestão do aeroporto executivo, do metrô e da rodoviária, todos na capital federal. "Tem capital financeiro sobrando (nos bancos), tem capital humano (no mercado), não tem concorrência (os principais players foram afetados pela Operação Lava-Jato). Vamos avançar sem fazer nenhuma loucura ou insensatez", diz Richard Dubois  


Fotos: Rayra Paiva Franco.


 Em fevereiro deste ano, o Complexo Esportivo de Brasília passou a ser administrado pela Arena BSB. A empresa é responsável pelo espaço que conta com o Estádio Nacional Mané Garrincha, o Ginásio Nilson Nelson e o Complexo Aquático Cláudio Coutinho. A ideia é construir um boulevard para revitalizar a área, proporcionando um lugar especial para os brasilienses, com entretenimento e lazer. Além disso, uma das missões é fazer com que o Estádio seja palco de grandes atrações muito em breve. Assim como todo o mundo, a agenda prevista pela Arena BSB foi pausada por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas para o segundo semestre de 2021, é esperado que diferentes eventos nacionais e internacionais ocupem o Complexo Esportivo.

"Queremos fazer com que o Estádio Nacional e o seu entorno sejam um dos maiores polos de entretenimento e lazer do Brasil e, quem sabe, da América Latina." – Richard Dubois, presidente da Arena BSB.

7 meses após assumir o local, o presidente da Arena BSB, Richard Dubois, recebeu a nossa equipe  no Estádio Nacional. No meio do campo, o empresário nos conta como recebeu o impacto da pandemia, os planos para 2021 e os detalhes da construção do novo espaço, que ele chama carinhosamente de "a grande pracinha de Brasília".

1-) Para você que está administrando tudo isso desde fevereiro, corta o coração ver isso aqui (O Estádio) vazio por tanto tempo por conta da pandemia?
Richard Dubois: Olha, corta o coração. A gente tinha uma agenda de eventos tão grande, tão bem montada para esse ano. Vai ficar para o ano que vem. A gente tem 35 anos de concessão, então os problemas de curto prazo, e aí um ano no nosso cronograma é curto prazo, são gravíssimos, são seríssimos, mas os nossos planos de longo prazo continuam inalterados, inabaláveis. E a gente vai transformar isso aqui, vai fazer isso aqui numa grande casa de show e eventos, para o Brasil, para a América Latina. A gente quer que seja uma referência para o mundo.

2-) O Estádio Nacional Mané Garrincha é só uma peça, não é?
Richard Dubois: É a peça central, é a peça icônica, é a peça que chama atenção do público. Mas nós estamos construindo todo um entorno aqui, estamos licenciando agora, já aprovado em diversos órgãos, em fase final de aprovação. Esperamos que no ano de 2021 ele esteja em obras para que em 2022, o brasiliense, o brasileiro, tenha acesso, possam desfrutar desse complexo, vai ter restaurante, cinema, teatro. Vai ser um lugar muito legal para vir, ver, ser visto, curtir e se divertir.

3-) Agora foi um 'pé no freio' essa pandemia? Vocês vinham aí com muitos projetos. Trabalhando pra que tudo fluísse da melhor forma possível. E aí 45 dias de administração, fecha tudo…
Richard Dubois: Olha, foi, acho que 'pé no freio' é até um eufemismo, viu? Foi uma pancada mesmo. Doeu tudo. Mas é a vida, né? A vida é feita de superação de problemas. No começo a gente achava que seria coisa de um mês, dois meses. Eu me lembro, logo no começo a gente tinha um show de uma banda internacional para maio, a gente negociou para agosto e falou 'ah, em agosto passou tudo'. Já passou agosto, já passou setembro e essa banda talvez venha no segundo trimestre do ano que vem. "A gente não perdeu os eventos, mas eles ficaram todos adiados." Tem artistas que querem vir, tem artistas que não querem vir. O jogo de futebol a gente não sabe quando vai poder ter público. A evolução da pandemia é muito difícil, mas acho que faz parte do desafio. A gente encara como um desafio, com muita confiança, com muita fé, que a gente vai conseguir superar isso. E 2022 vai ser um ano maravilhoso.

4-) Qual é o panorama que você faz para 2021. Como é que você espera que a gente esteja, como o Estádio Nacional Mané Garrincha esteja, no ano que vem?
Richard Dubois: A gente espera que esteja cheio. A gente tem convicção de que o panorama do segundo semestre é muito bom. O primeiro semestre vai depender da vacina e da confiança da população. Não é só o governo liberar, a população tem que se sentir confortável, feliz. Isso aqui é um lugar de emoções, que você vem pra se emocionar, seja com show, seja com esporte, e a pessoa tem que tá aberta pra isso.

5-) E mesmo durante a pandemia, vocês estão conseguindo fazer alguns eventos, promover algumas atrações culturais. Do lado de fora do Estádio, como o drive in, que vocês estão recebendo alguns shows. Como foi pensado tudo isso?
Richard Dubois: Nós montamos não um, mas dois drive ins, com formatos um pouco diferentes. A gente sempre tem uma postura criativa. Olha, não dá pra fazer dentro, vamos fazer fora. Tem que fazer dentro do carro? Vamos fazer dentro do carro. Tem muita gente que gosta, porque se sente num camarote particular. Cada um tem o seu pequeno camarote. Pode curtir, pode ver, talvez não tenha aquela interação com os vizinhos, com as outras pessoas do show. Mas dentro do grupo é muito gostoso.

6-) Vocês têm esses projetos aqui para o Estádio, mas também tem um projeto que vai ser alocado do lado externo. Como vai ser isso?
Richard Dubois: Nós temos aqui, além do Estádio Nacional, do Ginásio Nilson Nelson, do Complexo Aquático, nós temos o terreno de 830 mil metros, no Eixo Monumental, no coração da república. O contrato de 35 anos prevê benfeitorias no entorno do Estádio Mané Garrincha, como a construção de um boulevard de lazer, compras e serviços, que incluirá o segundo maior complexo de cinemas do Brasil, com 16 salas, em área construída de 100 mil metros quadrados. Será o investimento mais pesado: inicialmente, R$ 500 milhões. O Banco Fator será o responsável pela estruturação financeira para captação de R$ 350 milhões – o restante virá de acionistas e parceiros da Arena BSB. "Queremos torná-lo ponto de encontro, para darmos essa experiência de centro de cidade que Brasília não tem. E nós temos autorização para fazer um boulevard, uma área de entretenimento e lazer, com 150 mil metros. Já é uma pequena área do terreno, mas é uma grande área para a população, e a gente quer trazer para cá o melhor da cultura, do lazer, e para ser a grande pracinha de Brasília. Muita gente diz que Brasília é uma grande cidade do interior. "A gente quer ser a pracinha com a igrejinha, com banco, o lugar que as pessoas vêm para ver, serem vistas e se encontrarem."

7-) Vocês estão investindo em outros projetos no Distrito Federal?
Richard Dubois: Sim estamos. Já arrematamos a concessão da Torre de TV Digital de Brasília, que aguarda trâmites burocráticos com a Terracap (Agência de Desenvolvimento) para a assinatura do contrato válido por 20 anos. A cessão do espaço deverá render aos cofres públicos R$ 1,3 milhão por ano, além da economia com a manutenção. O nosso objetivo é criar ali uma área de eventos permanente, aproveitando o fato de a torre estar localizada em um dos pontos mais altos da capital, com paisagem privilegiada. Também estamos buscando o Aeroporto Executivo de Brasília. A área está sob concessão emergencial da Infraero, mas a iniciativa privada pode fazer uma operação melhor. Proposta de PPP tramita há quase dois anos e o investimento inicial seria de R$ 60 milhões, além dos R$ 200 milhões que planejamos aplicar em expansão imobiliária no entorno. Exploração comercial garantiria a viabilidade para outras obras no aeroporto, com a construção de hangares, o alargamento da pista e a operação de voos noturnos. No campo da mobilidade, outra investida nossa é na rodoviária da cidade. Um plano de estudos técnicos para concessão da rodoviária do Plano Piloto e do metrô, com foco na redução de custo de operação para o governo e na melhoria da qualidade para o usuário, já está com o poder público.

7-): O que você gostaria de falar e deixar de mensagem para o público de toda a capital federal?
Richard: Olha, é uma mensagem de esperança. É uma mensagem de que Brasília é uma cidade maravilhosa. É uma cidade que atrai gente do Brasil inteiro, do mundo inteiro. É uma cidade única, que tem uma arquitetura maravilhosa, a gente quer respeitar, a gente quer se integrar a esse plano arquitetônico e a gente quer que o brasiliense tenha mais opções para curtir, para se divertir. E a gente ouve muita reclamação: 'olha, faltam alternativas'. A gente quer vir aqui promover mais uma opção para os brasilienses.

Melhores

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.