Especialista responde dúvidas sobre a doação de sangue em tempos de pandemia

 

                                                                                        Foto Amornthep Srina

Especialista responde dúvidas sobre a doação de sangue em tempos de pandemia
 

Quem já se vacinou contra a Covid-19 pode doar; especialista explica sobre prazos e dá outras informações acerca da doação

 

A doação de sangue no Brasil caiu 10% em 2020, segundo o Ministério da Saúde. No último dia 14 de junho, a pasta também registrou o Dia Mundial do Doador de Sangue, promovendo uma ampla campanha para estimular a doação mesmo em tempos de pandemia. Junho é o mês para lembrar a importância da doação para pessoas acidentadas e em cirurgias, além daquelas que necessitam como parte do tratamento de alguma condição hematológica.

 

Segundo a hematologista do Hospital Brasília Andresa Melo, uma única doação pode salvar até quatro vidas. “A doação periódica é de suma importância para manter os estoques nos bancos de sangue a fim de atender as demandas. Para doar é necessário estar em boas condições de saúde e devem ser respeitados os critérios para aptidão a doação. Além disso, não há danos à saúde do doador”, afirma.

 

Abaixo, a Andresa Melo responde às principais dúvidas sobre a doação em tempos de pandemia:

 

Depois de tomar a vacina contra a Covid-19, quando posso doar?

Atualmente, o Brasil dispõe de três vacinas diferentes:

- Coronavac/Butantan: baseada no vírus SARS-CoV-2 inativado;

- Astrazeneca/Fiocruz: utiliza adenovírus não replicante;

- Pfizer/BioNTech: feita a partir de RNA mensageiro (mRNA).

Com tecnologias diferentes utilizadas pelos três laboratórios, o prazo de aptidão para doação de sangue também é diferente. Pessoas que receberam a primeira ou a segunda dose de Coronavac devem aguardar 48 horas, enquanto aquelas que foram imunizados com Astrazeneca ou Pfizer podem doar no oitavo dia após a aplicação da vacina. Caso não tenha certeza sobre qual foi o seu imunizante, por via das dúvidas, aguarde sete dias.

 

Só maiores de idade podem doar sangue?

Não. Porém, menores de 18 anos (a partir dos 16 anos) devem apresentar o formulário de autorização e cópia do documento de identidade com foto do pai, mãe ou tutor/guardião.

 

Qual o peso ideal?

Para doar sangue é necessário pesar mais de 50 quilos.

 

Idosos podem doar sangue? Até quantos anos?

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade. Entretanto, é necessário que idosos tenham realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos.

 

Quais as principais doenças que contraindicam a doação sangue?

As principais contraindicações são: câncer, algumas doenças autoimunes, cirrose, diabetes, cardiopatias, doença renal crônica, hepatites virais (B e C), HTLV e HIV.

 

Mulheres podem doar sangue durante o período menstrual?

Sim, desde que possuam sangramento menstrual normal e estoque de ferro adequado.

 

Quem tem piercing e tatuagem pode doar?

Pode, desde que respeite o seguinte intervalo: 12 meses após aplicação do acessório. Isso também vale para tatuagens.

 

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando podem doar?

Gestantes não podem doar. Lactantes podem doar desde que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses e a candidata possua estoque de ferro normal.

 

Se você se enquadra nos pré-requisitos, não deixe de doar. O Hemocentro São Lucas, parceiro do Hospital Brasília, é um dos locais onde é possível fazer sua doação.  Para outras informações ou agendar seu atendimento, ligue: (61) 3248-7272.