Delmasso e Júlio César brigam por mais vacinas para o DF, já os demais parlamentares da bancada não estão nem aí


Em uma comunicação enviada ao Ministério da Saúde, o deputado brasiliense cobrou o ministro Marcelo Quiroga pelas doses  que a União deve ao povo do Distrito Federal

Veja o ofício enviado por Júlio César:


Mesmo sendo provocados pelos deputados distritais, apenas o deputado federal Júlio César (Republicanos), resolveu entrar na briga, e cobrar o ministro da Saúde Marcelo Queiroga, para repor as 290 mil doses de vacinas contra covid que a pasta deve ao Distrito Federal.

Os outros sete deputados federais, os três senadores, além dos dois ministros (Flávia Arruda e Anderson Torres) continuam com cara de paisagem.

Também entraram no mesmo pacote, os integrantes das forças de segurança que reúnem PMDF, Corpo De Bombeiros, agentes penitenciários, Defesa Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Federal.

Tudo certo se o MS enviasse o reforço de reposição das doses.

No entanto, deu o  calote e o DF ficou no rabo da fila entre os  entes federativos que mais avançaram na vacinação contra a covid.

A oposição ao governo Ibaneis fez festa ao invés de lutar por mais vacinas.

Para garantir a reposição das doses, que poderia avançar na vacinação em massa da população brasiliense, principalmente neste momento de registros da Variante Delta, que já contaminou 45 pessoas e matou três, o GDF foi obrigado a entrar  na justiça requerendo as 290 mil doses de vacinas.

Enquanto isso, a bancada política federal permanece quieta e em outro planeta, ignorando a situação da gravidade na saúde pública que afeta diretamente a população.

Alguns deles preferiram fazer a política da terra arrasada. Ou seja:  do quanto pior melhor.

Nesta terça-feira (27), o deputado distrital  Rodrigo Delmasso, recorreu à Procuradoria Geral da República (PGR), para sair em defesa da população.

O distrital também provocou os oito deputados e os três senadores para fazerem pressão junto ao MS no sentido de atender o DF urgentemente com mais vacinas.


No entanto, até agora, só o deputado federal Júlio César se movimentou nesta direção.

Os outros, continuam ignorando o bem da saúde pública da população, mesmo estando todos a 14 meses das próximas eleições.