Detran Digital: é a tecnologia a serviço do cidadão



Toda tecnologia tem uma fase de adaptação e mudança de paradigmas, com o Detran Digital também é assim, o sistema foi lançado no dia 6 de agosto de 2020, o Projeto Detran Digital é um conjunto de inovações tecnológicas que tem como objetivo facilitar o acesso aos nossos serviços pela Internet, com o novo Portal de Serviços e com o aplicativo Detran Digital. Como muita gente ainda não se adaptou a essas mudanças bruscas, que vem para facilitar a vida do cidadão, uma vez que em um simples clique, você cidadão poderá resolver diversos problemas com o Detran/DF. Confira abaixo os serviços que são disponibilizados no App e Portal de Serviços



Hoje, o Detran disponibiliza mais de 30 serviços no portal e no aplicativo Detran Digital. "Já temos 450 mil usuários cadastrados. Fizemos essas inovações com um grande projeto de planejamento de tecnologia da informação, com uma estrutura própria, o Centro de Inovação Tecnológica (CIT Detran)", destacou o diretor-geral.

O diretor-geral do Detran, Zélio Maia, afirmou que durante o processo de desenvolvimento do Detran Digital serviram como modelos os sistemas de grandes instituições bancárias do país: "Mesmo na primeira fase, estamos iniciando com o patamar de segurança de grandes bancos. Na segunda fase, será preciso a prova de vida e a terceira fase será a transação completa de um serviço, como por exemplo, uma vistoria veicular. Zélio Maia enfatizou que o Detran é um prestador de serviço e que muitas vezes cobra por ele.

Não estamos fazendo nenhum favor para a população, estamos apenas tratando como cliente que busca o serviço que só o Detran pode prestar, então nada mais justo de que essa prestação de serviço seja a mais digna e rápida possível", afirmou o diretor.

O departamento lançou recentemente o Primeiro Emplacamento Inteligente (PEI), que vai permitir o emplacamento de veículos ainda na concessionária, por meio do CPF do comprador e da nota fiscal. Em caso de empréstimo, o usuário deverá apresentar também o contrato de financiamento.

É importante destacar que as plataformas possuem serviços de livre acesso, como os agendamentos, por exemplo. Mas para utilizar todas as funcionalidades disponíveis, é necessário fazer a prova de vida pelo celular.

Ao baixar o aplicativo no celular e realizar a prova de vida, que nada mais é do que tirar fotos do seu rosto, é enviado e-mail em até 48h com a confirmação do procedimento.

Portal de Serviços
Para acessar o Portal de Serviços, clique no link a seguir (https://portal.detran.df.gov.br/) ou no banner Detran Digital, na parte superior da página inicial do site www.detran.df.gov.br, conforme a imagem abaixo.

O aplicativo
O aplicativo Detran Digital está disponível para download nas lojas virtuais: App Store e Google Play.

 Objetivo
O objetivo final do DETRAN/DF é zerar as filas nos postos de atendimento ao público. Até o final do ano serão oferecidos mais de 50 serviços online. Neste primeiro momento, estão disponíveis.

Primeiro Emplacamento Inteligente
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) informou que pretende, em breve, digitalizar todo o processo de transferência de veículos usados entre pessoas físicas. O órgão lançou o Primeiro Emplacamento Inteligente (PEI) de veículos novos, que acontece diretamente na concessionária, sem a interferência de terceiros.

O PEI consiste no registro simplificado e imediato no sistema do Detran de veículos novos adquiridos junto a concessionárias do Distrito Federal.

Segundo o órgão, a inovação vai facilitar o dia a dia do cidadão, que não precisará mais ir ao Detran para emplacar veículos zero quilômetros (km). A Instrução n° 350, que trata do PEI, foi publicada no Diário Oficial do DF desta quinta-feira.

Para o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, as inovações tecnológicas implementadas e em estudo pelo órgão têm promovido agilidade e desburocratização na relação entre a autarquia, cidadãos, empresas e outras entidades. As concessionárias deverão recolher somente as taxas de serviços relacionadas ao registro do veículo zero km, à consulta à base de dados nacional e à autorização de estampagem da placa.

No caso do PEI, a concessionária vai informar ao Detran, via sistema, os dados pessoais do comprador, o chassi do veículo e informações do contrato de financiamento, se houver. Automaticamente, serão gerados o número da placa do veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento Eletrônico (CRLV-e).

"A partir de agora, quem compra carro zero, por exemplo, já sai da loja com o veículo registrado, com o CRLV-e disponível no aplicativo Detran Digital e com o número da placa. E o principal: sem a intervenção de terceiros e sem custos a mais para o consumidor", destaca Maia.

Para o presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Distrito Federal (Sincodiv-DF), Arcélio Júnior, a iniciativa representa avanço rumo à desburocratização do setor. "O PEI tem pilares importantes: agilidade, desburocratização, simplificação dos serviços para o consumidor e sem aumento de custos para o cidadão. Antes, o cidadão precisava esperar dias ou horas para sair com o carro emplacado, agora em alguns minutos já está com tudo resolvido. É um projeto pioneiro no Brasil", disse.

Como aderir ao PEI
As concessionárias interessadas em oferecer a facilidade do emplacamento digital aos seus clientes devem ser legalmente constituídas e registradas no Distrito Federal. Para fazer a adesão ao PEI, é necessário apresentar a documentação exigida na Instrução nº 350, nas unidades do Detran que possuem o serviço do protocolo:

A empresa que atender aos requisitos será considerada apta e terá direito a até duas autorizações de acesso ao sistema informatizado do Detran, válidas por 12 meses, podendo ser renovadas, desde que comprovadas as exigências definidas acima.