Falta de profissionais qualificados afeta setor da construção civil



Canteiros de obras tem vagas abertas, mas por falta de mão de obra qualificada não conseguem contratar 


Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), o setor da construção civil cresceu e empregou mais de 1 milhão de profissionais em 12 meses.


Ainda de acordo com os dados, no ano passado, durante as restrições da covid-19, o número de empregados no segmento era de 5,3 milhões no país. Já no segundo semestre de 2021, o número já contabilizava 6,4 milhões. No entanto, ainda há vagas, pois falta mão de obra qualificada. 


Marlus Franco, especialista em construção e proprietário da AMG Engenharia, afirma que das 40 vagas abertas em sua empresa, somente 18 foram preenchidas. Isso acontece por falta de mão de obra qualificada. 


“Uma vez que você tem que contratar um profissional sem experiência, sem qualificação, ele passa por um treinamento e durante esse processo, a obra ou a empresa fica com déficit de funcionário e consequentemente estende o prazo para entrega da obra. Aumenta o custo, que não pode ser repassado para o cliente ”, explica Franco.


Postar um comentário

0 Comentários