Goiás investe R$ 8 milhões em reformas de espaços culturais

Prédio em estilo Art Decó na Praça Cívica, em Goiânia, recebem R$ 3,5 milhões em investimento para preservação das características históricas (Foto: Secult)
Prédio em estilo Art Decó na Praça Cívica, em Goiânia, recebem R$ 3,5 milhões em investimento para preservação das características históricas (Foto: Secult)

Goiás investe R$ 8 milhões em reformas de espaços culturais


Por Kattia Barreto - Agência Cora Coralina

A Secretaria da Cultura de Goiás (Secult) investiu mais de R$ 8 milhões em manutenções e reparos nos 17 espaços culturais da pasta ao longo de 2023. Entre as ações, há reforço em itens de segurança, reformas estruturais, conservação, higienização e preservação do patrimônio histórico.

Segundo a secretária da Cultura, Yara Nunes, os trabalhos melhoraram a segurança do público e dos trabalhadores. Além disso, garantiram a otimização dos espaços, que tiveram agenda lotada durante todo o ano.

"Estamos seguindo determinação do governador Ronaldo Caiado de trazer a cultura novamente para os goianos, reestruturando nossas unidades e valorizando nossos artistas e nossa história", destacou.

Espaços culturais

O Centro Cultural Martim Cererê, por exemplo, recebeu R$ 560 mil, entre recursos da Secult e emenda parlamentar, para reparos nas instalações elétricas e de combate a incêndio, pintura e manutenção do bar e dos teatros, entre outras intervenções. Modernizado, o local voltou a ser palco de grandes festivais como Cidade Rock, Vaca Amarela e Goiânia Noise Festival.

Outra novidade foi a abertura das galerias de arte do Estado aos fins de semana. A Vila Cultural Cora Coralina e Centro Cultural Octo Marques agora estão abertos de segunda a domingo, das 9h às 17h, e com entrada gratuita.

"Os espaços se tornaram pet friendly. Queremos estimular todos, inclusive as famílias, a frequentarem os locais e os pets hoje fazem parte da maioria das casas goianas", explicou a secretária.

O Museu Pedro Ludovico também passou por reparos para garantir a preservação do acervo que conta a história do fundador de Goiânia. Os serviços corrigiram infiltrações e outros problemas causados pelas chuvas. Manutenção do telhado, de instalações elétricas e pintura ajudaram a manter o casarão em boas condições.

Na cidade de Goiás, o Cine Teatro São Joaquim passou por obras para sediar a 24ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica). Foram realizados serviços de reparos de goteiras, infiltrações, iluminação, revisões elétricas e no sistema de proteção a incêndios.

O Museu Palácio Conde dos Arcos, que abriga um dos maiores acervos da história de Goiás, passou por reparos na estrutura e pintura, revisões elétricas e infiltrações. As obras garantiram a proteção do acervo e a segurança de frequentadores e servidores.

Obras na Praça Cívica

Com investimento de R$ 3,5 milhões, as fachadas dos prédios da Praça Cívica que fazem parte do acervo arquitetônico e urbanístico Art Déco de Goiânia estão sendo recuperadas. O projeto inclui o Centro Cultural Marietta Telles, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), e o Palácio das Esmeraldas.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem